Alfama: 51 Olhares

Nos tem­pos em que Alfama era dos por­tugue­ses, mel­hor, dos lis­boetas que lhe der­am origem e granjear­am a fama, fui dar um pas­seio pelas suas ruas, con­hecer as suas gentes.

Nes­sa tarde reg­is­tei 50 olhares, todos eles difer­entes, todos eles úni­cos. A ess­es olhares somei-lhes o meu, de portuense, nat­ur­al de Sto Ilde­fon­so, a anti­ga fregue­sia no cen­tro da cidade invic­ta que abar­ca­va a praça do Mar­quês, Jardim de S Lázaro e Torre dos Cléri­gos. Nasceu assim este pro­je­to: 51 Olhares, Alfama no tem­po em que Lis­boa era dos Lis­boetas.